segunda-feira, 19 de março de 2012

História da fundação da cidade de São Salvador na Bahia

                          Fonte: http://2.bp.blogspot.com/_Na4CPVnGtCk/ShApK3IE9yI/AAAAAAAAGqg/-x215cPiKrw/s400/1SALVADOR6.JPG

A fundação da cidade começou no momento em que o rei de Portugal D. João III decidiu criar o sistema de Governos Gerais no Brasil. Embora se acreditasse até pouco tempo atrás que a ideia de Governos Gerais havia surgido a partir do fracasso do sistema de capitanias hereditárias, hoje já se sabe que esse era um pensamento equivocado visto que o objetivo era justamente o contrário.
 Quando o sistema de Governos Gerais foi instituído por D. João III em 1548 tinha por objetivo criar em Salvador uma cidade-fortaleza com o objetivo de dar continuidade e segurança às capitanias.Segundo o regimento do governador Tomé de Sousa, o governo deveria conservar e enobrecer as capitanias com função política, militar e administrativa. Isso significava que a partir de sua fundação em 29 de março de 1549, dia da chegada de Tomé de Sousa e as 1000 que desembarcaram na cidade, Salvador passaria à condição de centro do poder da Coroa portuguesa para garantir a posse da nova terra, organizar as rendas da coroa e exercer a defesa do território.
Não foi por acaso que Tomé de Sousa foi escolhido para implantação do Governo Geral em seu “currículo” constava a sua atuação na África e nas guerras de conquista da índia.Isso era especialmente importante visto que o regimento de 1548 instituía-se ao governador submeter os índios hostis aos portugueses destruindo-lhes as aldeias, matá-los ou tornar cativos os rebeldes como castigo e exemplo.
Tomé de Sousa cumpriu sua designação à risca movendo ataques contra os tupinambás aliados dos franceses. Essa campanha tinha por objetivo castigar os índios que destruíram a povoação do Pereira em 1545* e conferir o perdão aos que assim desejassem embora o perdão viesse acompanhado do pagamento em escravidão. Tomé de Sousa também incentivou as investidas das tribos dos tupiniquins contra os tupinambás. O apoio à catequese era essencial para a dominação dos povos indígenas do Brasil. 
 A armada de Tomé de Sousa saiu de Lisboa em 01 de fevereiro de 1549 e aportou na Baía de Todos os Santos em 29 de março do mesmo ano. O desembarque de Tomé de Sousa e sua comitiva composta de: um ouvidor, Pêro Borges; o mestre-de-obras Luiz Dias; o tesoureiro de Rendas Gonçalo Pereira; três padres, incluindo o padre Manuel da Nóbrega; soldados; degredados e pessoas destinadas à construção da cidade. O desembarque ocorreu sem incidentes com os  tupinambás graças à Diogo Álvares caramuru e seu Genro que negociaram a paz com os índios.

                                           Fonte: http://www.mundoeducacao.com.br/upload/conteudo_legenda/d32c3872550a24b1a6d4f2d044dc2cb0.jpg                    
 Construíram a cidade com casas de taipa e muro para defesa e estabeleceram a administração. O local onde Tomé de Sousa fundou a cidade antes conhecido como Arraial do Pereira, e que passou a seguir  a ser chamado de Vila Velha, hoje abriga o Forte de santo Antonio da Barra e o forte de Santa Maria no Porto da Barra. A cidade começou inicialmente na parte baixa da Vila Velha e aos poucos foi subindo a elevação hoje conhecida como bairro da Vitória. 

            Fonte: http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/f/f1/Tom%C3%A9_de_sousa.jpg/250px-Tom%C3%A9_de_sousa.jpg          





Salvador é uma cidade linda que respira história seu povo seus casarios, e fortes ainda contam para os visitantes que aqui começou a história do Brasil. Todos os anos a cidade é invadida por turistas que buscam por todos os cantos as belezas naturais da cidade.
                                                   Colina do Bonfim 1960 Foto- Carlos Mendes        

*A povoação ou vila do Pereira fundada pelo primeiro donatário da capitania da Bahia em 1536.
                                           Vale de Nazaré nos anos 70-  Foto: Carlos Mendes
                                                     Quartel dos Bombeiros na Praça dos Veteranos- Baixa dos sapateiros
                                                                                        Foto: Carlos Mendes
                                                                         
               
  
Fonte; As terras do Brasil e o mundo dos descobrimentos;
História da bahia- Luis Henrique dias Tavares;

Selma Oliveira,
professora de história



 

Nenhum comentário:

Postar um comentário